Horário de Funcionamento: 2ª a 6ª das 9h às 17h

Horário de Atendimento Telefônico: 2ª a 6ª das 9h às 13h

Baralho da amizade

INDISPONÍVEL EM NOSSO ESTOQUE

Psicólogo criador do baralho: Joston Miguel Silva

I – OBJETIVOS:

  1. Levar as pessoas a falar em pequenos grupos.
  2.  Facilitar a desinibição pessoal nos grupos.
  3. Propiciar um ambiente seguro para a colocação de pequenos problemas pessoais de relacionamento ou outros, obtendo ajuda dos presentes.

II – INSTRUÇÕES:

OBS: Não é jogo de azar.

  1. Reúna grupos de 6 a 12 pessoas, num local onde possam conversar sem serem interrompidos por telefone (desliguem os celulares) ou outra interferência. Todos devem poder ler as cartas. Havendo alguém com dificuldade de leitura, coloque-a ao lado de quem possa ler para ela.
  2. Não se permite audiência, isto é, pessoas apenas observando sem participar.
  3. Todos devem ficar confortavelmente sentados em posição circular, de modo que cada um possa ver a todos os outros.
  4. EXPLIQUE: Vamos conversar um pouco de modo ordenado e diferente. Vou distribuir cartas do Baralho da Amizade para que cada um, na sua vez, faça o que estiver sendo pedido na carta. Cumpra o que estiver sendo pedido como puder, do seu jeito. OK? Quando o colega vivenciar a carta, todos nós BATEREMOS PALMAS, certo?
  5. Verifique se todos entenderam e destaque as seguintes regras: A – Aconteça o que acontecer NÃO HAVERÁ DEBATE, NEM DISCUSSÃO – vamos aceitar a vivência da carta sem questionar nada. OK? B – Convém, na maioria das cartas, LER EM VOZ ALTA O QUE ELA PEDE para todos , mas em algumas fazer isso estragará a surpresa. Leia antes em silêncio e decida sobre o que vai fazer, se ler antes ou não. OK?
  6. Retire da primeira rodada as cartas de número 14, mas RECOLOQUE-AS para as rodadas seguintes. Há uma carta, que não é a de número 14 que também pede uma AVALIAÇÃO. Se ela sair na primeira rodada, DEIXE o colega vivenciá-la POR ÚLTIMO.
  7. Embaralhe bem as cartas e distribua uma para cada um dos presentes. Pode deixar que cada tire uma carta.
  8. Se alguém se recusar a vivenciar uma carta por considerar o pedido muito difícil, PEGUE A CARTA DE VOLTA, a recoloque no Baralho e lhe ofereça o maço para que ele TIRE OUTRA CARTA, mas diga, ESSA É A SUA SORTE, ACEITE-A. SÓ DÁ PARA TROCAR UMA VEZ, OK?
  9. Qualquer que seja o desempenho do colega, mesmo, fraco, ruim ou quase nulo, TODOS DEVEM BATER PALMAS. Insista e estimule a todos batendo palmas com entusiasmo, pois O QUE IMPORTA É A PARTICIPAÇÃO.
  10. Da segunda rodada em diante aparecem as cartas 14 que pedem uma AVALIAÇÃO. Quando a pessoa avaliar, TODOS BATEM PALMAS.
  11. Repetir o procedimento até que todas as cartas do Baralho da Amizade tenham sido vivenciadas.
  12. Ao final do encontro, peça que todos se abracem e se congratulem.

 

NAS REPETIÇÕES DA DINÂMICA COM AS MESMAS PESSOAS, INCLUA A INSTRUÇÃO: Vivencie a carta hoje de modo diferente do anterior, procure ser criativo.

Utilização

  • Em terapia de grupo;
  • Em processos seletivos;
  • Em orientação vocacional em grupo;
  • Em situações onde precisa-se conhecer melhor os integrantes do grupo.

Incluso frete por envio de carta registrada.

Investimento R$40,00

Depoimentos

Ver mais depoimentos

“ Gostei de tudo no curso de seleção por competência. Principalmente da simulação das respostas, das perguntas por competência”

(Viviane S.G. – GM)

Biblioteca Virtual

Acesse gratuitamente nosso ambiente de arquivos sobre Recursos Humanos.

Acesse agora

Despert RH. © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido pela Agência Infinit0

São Paulo


  • Rua Bertioga, 46, próximo metrô Praça da Árvore
  • (11) 2501-6717
  • (11)99155-4679

Juiz de Fora

  • Av.  Rio Branco, 2679 sala 915 – Ed. Stella Central- Centrol
  • (32) 3083-2773
  • (32)98704-5084